Três aplicações para iniciar o seu filho na programação

Nos últimos anos, o saber programar tem sido indicado como uma competência essencial para o século XXI, facto que tem originado várias iniciativas, sendo umas de carácter regional, outras de caráter nacional e há até de caráter internacional como a “Hora do Código” ou a Semana Europeia do Código. Todavia, quando se trata de iniciar os nossos filhos neste mundo da programação a escolha sobre que ferramentas usar pode ser complicada, principalmente pela quantidade e qualidade da oferta que é muito variável.

Esta tarefa de selecionar o recurso para ajudar os nossos filhos a se familiarizarem com a programação de computadores e robôs torna-se ainda mais complexa se não estivermos minimamente por dentro do mundo da computação. Se for o seu caso, é possível que lhe surjam algumas questões como:

O que ensinar?

Por onde começar?

Com que idade começar?

Se a estas dúvidas acrescentarmos o facto, já referido, de existirem centenas de sites, aplicações e outros recursos disponíveis no mercado, podemo-nos deparar com mais um problema que é vermo-nos a ser arrastados para uma pesquisa interminável e a incapacidade de escolher o melhor recurso didático.

Neste artigo, não lhe darei todas as respostas, mas expor-lhe-ei três aplicações de enorme sucesso, que ajudarão o seu filho a conhecer e a iniciar-se neste enorme mundo da programação.

Kodable

Idade: 5 aos 8 anos

Plataforma: iOS, Android, Desktop e Web

Preço: Gratuito, no entanto caso se pretenda ter acesso a todos os níveis o preço rondará os 7 dólares.

Site: www.kodable.com

Kodable é um jogo muito divertido que vai ajudar o seu filho a perceber conceitos básicos de programação como debugging (procurar, detetar e corrigir erros), condições, repetições e funções.

Pensado especialmente para crianças não deixa de contagiar os adultos que o experimentam. O objetivo é programar a personagem com recurso a setas direcionais de forma a colecionar todas as moedas disponíveis nos diversos níveis e finalmente chegar à “meta”. O Kodable oferece, ainda, um programa específico para pais e professores.

Scratch Jr

Idades: 5 aos 7 anos

Plataformas: Android (4.2+) e IOS (7.0+)

Preço: Gratuito

Site: www.scratchjr.org

Scratch Jr é o parente mais novo do famosíssimo Scratch criado no MIT em 2007. Criado especialmente a pensar em crianças com idades entre o pré-escolar e os primeiros anos de escolaridade.

Seguindo a mesma lógica do Scratch (linguagem visual de “drag and drop”) permite criar histórias interativas e jogos simples onde a criatividade e a capacidade de resolução de problemas estão constantemente a ser apeladas.

Terá facilmente acesso a propostas de atividades desenvolvidas por toda a comunidade Scratch, no entanto ainda não apresenta uma tradução para português.

Bee-Bot

Idades: 4 aos 7 anos

Plataformas: IOS (4.3+)

Preço: Gratuito

Site: itunes.apple.com

Já imaginou uma versão virtual dos premiados robots BeeBot? Aqui está ela, uma aplicação que permitirá trabalhar conceitos como sequências e repetições.

Com um design amigável, esta aplicação encorajará o seu educando a realizar os 12 percursos o mais rápido possível para atingir a pontuação máxima.

Depois de experimentar o Bee-Bot virtual, difícil vai ser convencer o seu filho a não querer o robot produzido pela TTS e que equipa as pré-escolas do Reino Unido e muitas escolas de Portugal.

Lembre-se de que não há “a” aplicação para iniciar o seu filho na programação, o ideal será sempre conjugar vários recursos. O que lhe mostrei neste texto são apenas três das mais utilizadas no mundo da Educação. No entanto, se nenhuma destas lhe agradou pode sempre visitar o website da Code.org, onde estão disponíveis dezenas de recursos (como aplicações, jogos e websites) todos gratuitos e com o mesmo objetivo, proporcionar experiências no mundo da programação.

Filipe T. Moreira

(Publicado no Cento da Criança)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *