45 anos da ANDST

Embora continue a entender que não sou merecedor da simpatia, foi com muita honra que recebi (ontem à tarde) das mãos do amigo António Silva (na fotografia abaixo) a medalha comemorativa dos 45 anos da ANDST e respetiva placa em reconhecimento pelos serviços prestados.

A A.N.D.S.T. – Associação Nacional dos Deficientes Sinistrados no Trabalho desenvolve um papel fundamental na nossa sociedade, dá voz aos Sinistrados no Trabalho, que são tantas vezes esquecidos nos corredores das burocracias, mesmo estando Portugal no topo da União Europeia em número de acidentes nos locais de trabalho. Além de dar e ser voz de muitos trabalhadores por todo o país, promove sessões de esclarecimento sobre os direitos dos trabalhadores (tantas vezes desconhecidos dos visados).

Neste setor, as políticas públicas continuar a estar desfasadas da realidade dos trabalhadores. Relembro que entre 2010 e 2014, segundo o Gabinete de Estratégia e Planeamento do então Ministério do Trabalho e Solidariedade Social, registaram-se em Portugal 1.017.552 acidentes de trabalho, dos quais resultaram 899 mortes, tendo-se perdido mais de 27 milhões de dias de trabalho

Na sede da ANDST em Santa Maria da Feira com António Silva

Lançamento do projeto D-VET

Elementos das diferentes organizações do consórcio D-VET

Decorreu em Sófia, na Escola Profissional de Design Elisaveta Vazova, a reunião de lançamento do projeto DVET.

Este projeto, financiado pela Comissão Europeia através do programa ErasmusPlus, tem como objetivo mobilizar e incentivar os professores/formadores do Ensino Profissional para a transformação digital das suas aulas. Para isso, será desenvolvida uma metodologia e, posteriormente, uma wiki com um conjunto de aulas diversificado.

O consórcio do projeto é composto por elementos da Bulgária, Portugal, República Checa, Chipre e Turquia.

Brevemente partilharei o endereço do website do projeto, assim como as redes sociais.

Formação em Valongo

A melhor forma de terminar o ano é mesmo a iniciar novos projetos. Desta feita, na semana em que terminámos a formação de programação, iniciámos, no Centro Cidadania Digital de Valongo, uma formação de robótica para Professores com vista ao desenvolvimento de projetos nos diferentes Agrupamentos de Escolas do Município de Valongo

Esta formação surge da parceria entre a CDI Portugal, o Município de Valongo e o CFAE Sebastião da Gama.